--------------------------------------------------------------- ------------------------------------------------- ------------------------------------------------ ------------------------------------------------ VÁRIOS ASSUNTOS: Janeiro 2017

OLHO DE HÓRUS

OLHO DE HÓRUS
Tambem conhecido como "Udyat", o Olho de Hórus tem o significado de poder e protenção, relacionado ao Deus Hórus. Era um dos mais poderosos amuletos usados no Egito em tdas as épocas.

xxx

===================================

sábado, 21 de janeiro de 2017

OS DIVERSOS TIPOS DE SAL E A SAÚDE

OS DIVERSOS TIPOS DE SAL E A SAÚDE
-
POR ALEKSANDRA SAHAROVSKY
10:01 20/01/17

A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de que a quantidade diária ingerida não ultrapasse 5 gramas (o equivalente a 2,400 mg de sódio). Estudos já constataram que o brasileiro consome o dobro disso. Neste montante está incluso não apenas o sal de cozinha, mas também todo e qualquer alimento que contenha sódio, principalmente os industrializados.
O sal foi alçado à condição de vilão da alimentação por conta de seus efeitos prejudiciais à saúde, que vão da hipertensão ao AVC e outras doenças cardiovasculares. Para os hipertensos, deve haver uma variação da ingestão de cloreto de sódio, de acordo com cada caso, mas a restrição pode atingir de 800 a 1.600 mg por dia. E para aqueles que não são hipertensos , vale sempre fazer um consumo consciente da quantidade de sal como medida preventiva de futuros danos que seu excesso pode trazer para a saúde.
Tipos de Sal
Sal refinado
Especialistas defendem que o sal refinado ou de cozinha deveria ser usado com moderação na preparação dos alimentos e retirado da mesa para evitar a adição a refeições já prontas. Ele é uma mistura de 60% de cloreto e 40% de sódio, substâncias que, juntas, formam o sal.
Sal light
O sal light pode ser uma boa alternativa para controlar melhor a hipertensão. Embora 50% de sua composição seja de cloreto de sódio, 50% são de cloreto de potássio. O que isso significa? O corpo depende de um equilíbrio hídrico regulado por sódio e potássio, sendo o primeiro retentor de líquidos e o segundo diurético. Ingerindo os dois, portanto, o organismo não retém tanta água e, assim, não leva ao aumento da pressão arterial. Ele só não é recomendado a indivíduos com doenças renais, uma vez que o problema leva ao acúmulo de potássio nos rins, o que pode favorecer doenças cardíacas.
Sal grosso
Tradicionalmente usado para temperar carnes, o sal grosso evita o ressecamento dos alimentos justamente por não ter passado pelo processo de refinamento. Ele apresenta a mesma quantidade de sódio do sal de cozinha.
Flor de sal
“Considerado um sal gourmet, a flor de sal costuma estar presente apenas em restaurantes mais requintados”. O sal é obtido na camada superior das salinas antes de serem depositadas no fundo, quando, então, se transformam no sal marinho. A coloração acinzentada se dá devido à presença de areia, mas também é comum o uso de outros elementos para alterar a cor do produto.
Sal marinho
Obtido pela evaporação da água do mar, o que o torna mais puro. Este tipo de sal não passa pelo processo de refinamento. Além disso, é mais escuro e seu sabor é menos salgado que o do refinado. Por não ser refinado, o sal marinho mantém os microminerais que geralmente são removidos durante o processo de refinação, inclusive o iodo (o sal contém aproximadamente 84 minerais que são eliminados durante o refino).
Sal negro
O sal negro é um sal não refinado procedente da Índia. Por conta de compostos de enxofre presentes em sua composição, ele tem um forte sabor. Outro fator que chama a atenção é a cor cinza rosada, que evidencia sua origem vulcânica. Além de compostos sulfurosos, o sal negro é formado por cloreto de sódio, cloreto de potássio e ferro.
Sal rosa do Himalaia
Encontrado aos pés do Himalaia, região que há milhões de anos foi banhada pelo mar, o sal do Himalaia é considerado o mais antigo e puro dos sais marinhos. “Ele tem quase metade do sódio encontrado no sal comum e possui mais de 80 minerais, tais como cálcio, magnésio, potássio, cobre e ferro. Por conta disso, os cristais ganham tom rosado e sabor agradável e suave.
Sal líquido
“O sal líquido é obtido pela dissolução de sal de altíssima pureza e sem aditivos em água mineral”, Com embalagem contendo 250 ml, trata-se do primeiro e único sal iodado do Brasil apresentado na forma líquida. Com sabor suave, o sal líquido pode ser usado em todos os alimentos, sem alterar suas características. Além disso, sua aplicação em spray permite a distribuição uniforme do sal na medida de seu paladar. Tal característica também permite controlar melhor as quantidades ingeridas.
Sal de ervas
Uma maneira de reduzir a ingestão de sódio sem prejudicar o sabor das preparações e substituir o sal de cozinha pelo sal de ervas. Dessa forma é possível reduzir em ate 75% o consumo de sódio adicionado as preparações.
Fica para vocês a sugestão de duas receitas de sal que podem ajudar no consumo mais saudável e moderado desse tempero.
Sal de ervas:
Pode ser feito com qualquer tipo de sal mas na receita usarei o sal rosa do himalaia.
Ingredientes :
3 colheres de sopa de sal rosa
1 pacotinho para cada erva seca: orégano, manjericão , alegrim, alho seco ou qualquer outra que goste
Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador ou no processador (mais prático para bater). Está pronto pra consumo. Pode ser usado para temperar qualquer alimento
Gersal:
Pode ser feito tanto com gergelim preto ou branco.
Ingredientes:
2 colheres de sopa de sal marinho
8 colheres de sopa de gergelim
Modo de preparo:
Numa panela acrescente o gergelim e deixe ate torrar levemente . Deixe esfriar. No liquidificador ou processador acrescente o sal e o gergelim . Bata até formar uma espécie de farinha . Está pronto para consumo . pode ser usado em qualquer preparação. Com arroz e feijão então fica uma delicia.

Aleksandra Saharovsky
Aleksandra Saharovsky é nutricionista clínica e esportiva. Graduada em nutrição pela UNIP, pós graduada em obesidade e emagrecimento e Personal Diet pela Universidade Estácio de Sá. Capacitação em atendimento em transtornos alimentares pelo AMBULIM (Hospital das Clínicas). E-mail | Instagram

domingo, 8 de janeiro de 2017

Dia do Fotógrafo

O Dia do Fotógrafo ou Dia Nacional da Fotografia é comemorado anualmente em 8 de janeiro.
A data celebra o profissional responsável em captar uma fração de segundo de determinado momento e eternizá-lo! Seja artisticamente ou para documentar um fato importante na história, os fotógrafos misturam os conhecimentos de técnicas fotográficas (efeitos de luz, ângulo e profundidade) com a sensibilidade e, claro, um pouquinho de sorte.
A fotografia é uma das maiores invenções da era moderna, transformando completamente a literatura e a comunicação no século XX.
No Brasil, a profissão de fotógrafo não é regulamentada, porém há tentativas de oficializar a atividade, criando um curso de ensino superior em fotografia, classificando os profissionais como bacharéis ou licenciados em fotografia.
Origem do Dia Nacional da Fotografia
O Dia do Fotógrafo está oficialmente registrado em muitos calendários como 8 de janeiro, considerada a data que a primeira câmera fotográfica chegou no Brasil, em 1840. No entanto, há algumas controvérsias sobre o dia exato, sendo que alguns consideram o dia 7 ou mesmo 16 de janeiro.
A primeira câmera fotográfica se chamava Daguerreótipo, inventada por Louis Jacques Mandé Daguérre e apresentada ao mundo em 19 de agosto de 1839, na Academia de Ciências da França, em Paris. O Dia Mundial da Fotografia é celebrado em 19 de agosto em homenagem à este acontecimento.
Saiba mais sobre o Dia Mundial da Fotografia.
De acordo com a história, foi o abade Louis Compte que trouxe a invenção de Daguérre para o Brasil e apresentou ao Imperador D. Pedro II, que aliás, ficou com o título de primeiro fotógrafo brasileiro.

Fonte = https://www.calendarr.com/brasil/dia-do-fotografo/

POSTADO POR VÁRIOS ASSUNTOS